quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

BOAS ENTRADAS ...


... E CONTINUAÇÃO em 2009
Embora as perspectivas não sejam muito animadoras, quem sabe se o ano de 2009 não poderá vir a ser uma boa surpresa. Estes são, pelo menos, os meus votos.
FELIZ ANO de 2009 para todos !

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Cartaxo-comum (Saxicola torquatus)

(1)

(2)

(3)

(4)

(5)

(6)

Embora a espécie do Cartaxo-comum (Saxicola torquatus L.) já tenha sido objecto de uma anterior mensagem, dedica-se-lhe uma nova, visto que a imagem anteriormente publicada não abonava grandemente a favor do seu autor, nem da ave, diga-se, em abono da verdade. Aproveita-se, entretanto, para publicar não só imagens do macho (fotos 1, 2 e 3 ) mas também da fêmea (fotos 4, 5, e 6)), que diferem bastante entre si.
(Proveniência das imagens: Fotos 1 e 2 captadas na vila da Sertã, em 25-12-2008; as restantes recolhidas na aldeia e freguesia de Troviscal, Sertã, em 24-12-2008)
(As imagens poderão ser ampliadas, clicando sobre elas)

Fêmea de Marreco-mandarim (Aix galericulata)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)
Fêmea de Marreco-mandarim (Aix galericulata L.), ave pertencente à Ordem: Anseriformes; Família: Anatidae; Género: Aix; Espécie: Aix galericulata.
A ave das imagens foi fotografada no Parque da Paz, em Almada, em 21-07-2008. O macho desta espécie é bem mais vistoso, mas esse ainda a minha máquina fotográfica não conseguiu captar, facto que não é surpreendente tendo em conta que não encontrei referências sobre a permanência da espécie em território português.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"
Informações sobre a espécie: neste sítio (em inglês)

domingo, 28 de dezembro de 2008

Verdilhão (Carduelis chloris)



(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

O Verdilhão (Carduelis chloris L.) é uma ave pertencente à Ordem: Passeriformes; Família: Fringillidae; Género: Carduelis; Espécie: Carduelis chloris.
Trata-se de uma espécie observável em praticamente todo o território de Portugal e durante todo o ano, mas, pela minha experiência (que não é muita) não é extremamente abundante. A ave das imagens foi fotografada na vila da Sertã, em 26-12-2008.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".
Mais informação: aqui e aqui.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Pavão-indiano (Pavo cristatus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
Pavão-indiano, Pavão-comum, Pavão-azul, ou simplesmente Pavão são algumas das designações vulgares desta ave com o nome científico de Pavo cristatus L. Originária do subcontinente indiano, esta ave pertence à: Ordem: Galliformes; Família: Phasianidae; Género:
Pavo; Espécie: Pavo cristatus.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Garça-boieira (Bubulcus ibis)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

aqui se tinham publicado algumas fotografias da Garça-boieira. Todavia a qualidade das mesmas deixava muito a desejar, pelo que se publicam agora novas imagens que foi possível obter em bem melhores condições
(Proveniência das imagens: campos de Montemor-o-Novo, Alentejo)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Cabra anã (Capra aegagrus hircus)

(1)

(2)

(3)

A cabra-anã, ou cabra-da-guiné, representada nas imagens por dois machos (fotos 1 e 2) e por uma fêmea (foto 3) é uma raça de cabra domesticada (capra aegagrus hircus L.) subespécie da cabra-selvagem (Capra aegagrus) e pertence à: Classe: Mammalia; Ordem: Artiodactyla; Família: Bovidae; Subfamília: Caprinae; Género: Capra; Espécie: Capra aegagrus; Subespécie:Capra aegagrus hircus.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Cobo-de-crescente (Kobus ellipsiprymnus)


(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

O Cobo-de-crescente (nome científico:Kobus ellipsiprymnus Ogilby) é um antílope que tem o seu habitat na África meridional . Pertence à: Classe: Mammalia; Ordem: Artiodactyla; Família: Bovidae; Subfamília: Reduncinae; Género: Kobus; Espécie: Kobus ellipsiprymnus. A sua designação vulgar deriva do formato das suas hastes em forma de crescente, forma, aliás, bem visível na imagem.
Estatuto de conservação da espécie:"Dependente de medidas de conservação"

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Catatua-de-crista-amarela (Cacatua galerita)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A Catatua-de-crista-amarela (nome científico: Cacatua galerita Latham) é uma ave originária da Austrália e Nova-Guiné pertencente à: Ordem: Psittaciformes; Família: Psittacidae; Género: Cacatua; Espécie: Cacatua galerita.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".

domingo, 21 de dezembro de 2008

Chapim-azul (Parus caeruleus)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

O Chapim-azul (Parus caeruleus L. ou sin. Cyanistes caeruleus L.) é uma pequena ave (com 10 a 12 cm de comprimento) muito comum em Portugal, como em toda a Europa temperada e em parte da Ásia, e pertencente à Ordem: Passeriformes; Família: Paridae; Género: Parus ; Espécie: Parus caeruleus.
Estatuto de conservação da natureza: "Pouco preocupante"
(Proveniência das imagens: Barragem do Caia, Alentejo)

sábado, 20 de dezembro de 2008

Alvéola-branca-enlutada (Motacilla alba yarrellii)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

Depois das imagens da Alvéola-branca-comum (Motacilla alba alba), ontem publicadas, temos hoje imagens de uma outra subespécie de alvéola (a Alvéola-branca-enlutada, com o nome científico de Motacilla alba yarrellii) que se distingue daquela pelo facto de ter uma mancha negra na garganta e pela cor negra da plumagem no dorso, ao contrário da outra subespécie que tem uma plumagem no dorso de cor cinzenta. Esta ave é uma subespécie residente na Grã-Bretanha que visita Portugal como invernante, durante os meses de Outubro a Março.
(Proveniência das imagens: Parque da Paz, Almada)

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Alvéola-branca (Motacilla alba alba)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

A Alvéola-branca-comum (Motacilla alba alba) é uma pequena ave pertencente à: Ordem: Passeriformes; Família: Passeridae; Subfamília: Motacillinae; Género: Motacilla; Espécie: Motacilla alba; Subespécie: Motacilla alba alba
A alvéola-branca comum, ou simplesmente alvéola-comum, como também é designada, é uma ave que se encontra em todo o território de Portugal, sendo mais comum no norte do país. Prefere as proximidades dos cursos de água e prados, mas é igualmente avistável, em parques e jardins e nas proximidades das povoações.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Abibe (Vanellus vanellus)

(Para ampliar clicar sobre as imagens)
O Abibe, ou Abibe-comum ( Vanellus vanellus L.) é uma ave pertencente à Ordem: Ciconiiformes; Família: Charadriidae; Género: Vanellus; Espécie: Vanellus vanellus.
O abibe é muito abundante no sul de Portugal e em particular no Alentejo, durante o Outono e o Inverno, podendo ser avistado na proximidade de zonas húmidas, em terras lavradas e em campos de pastagens. Durante a época da reprodução (na Primavera) é menos frequente, pois a ave raramente nidifica no nosso país.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"
(Imagens captadas nas proximidades de Juromenha, Alentejo)

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Pintassilgo (Carduelis carduelis)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

O pintassilgo ou pintassilgo-comum (Carduelis carduelis L.) é uma pequena ave muito comum em Portugal, onde permanece durante todo o ano. Pertence à :Ordem: Passeri; Família:
Fringillidae; Género: Carduelis; Espécie: Carduelis carduelis.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".
Para mais informação consultar este sítio e este.
(Imagens captadas no Parque da Paz, em Almada)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Maçarico-das-rochas (Actitis hypoleucos)

(Para ampliar, clicar sobre as imagens)


O Maçarico-das-rochas (Actitis hypoleucos L.) é uma pequena ave limícola pertencente à: Ordem: Charadriiformes; Família: Scolopacidae; Género: Actitis; Espécie: Actitis hypoleucos (Sinónimo : Tringa hypoleucos L.).
Habitat: Esta espécie tem o seu habitat natural em zonas húmidas de água doce, salgada ou salobra, na maior parte do território da Europa e da Ásia. É relativamente comum em todo o território de Portugal, sobretudo fora da época da reprodução, embora não se possa considerar como muito abundante, pois não é avistada em grandes bandos;
Alimentação: Esta ave alimenta-se de crustáceos, insectos, vermes e outros invertebrados;
Reprodução: Nidifica no solo nas proximidades de zonas de água;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Garça-boieira (Bubulcus ibis)

(Garça-boieira levantado voo)



(Bando de aves em voo)
(Duas garças procurando alimento em campo lavrado de fresco)


A Garça-boieira, ou Garça-vaqueira, também conhecida, em Portugal, pela designação de Carraceira e, no Brasil, pelo nome de Cupara ( nome científico: Bubulcus ibis L.) pertence à: Classe: Aves; Ordem: Ciconiiformes; Família: Ardeidae; Género: Bubulcus; Espécie: Bubulcus ibis.
É uma ave muito parecida com a garça-branca-pequena (Egretta garzetta L.) da qual se distingue, no entanto, pelo pescoço (que é mais curto) pelo bico (que é amarelo e não preto como o da garça-branca-pequena) e pelas patas (pretas na garça-boieira e amarelas na garça-branca-pequena).
Habitat: Como todas aves da família Ardeidae, a garça-boieira prefere as zonas húmidas ou nas proximidades da água, sendo, no entanto, a espécie que mais se desloca para longe dessas zonas, sendo frequentemente avistada a alimentar-se junto de animais a pastar no campo ou seguindo máquinas agrícolas lavrando as terras. Encontra-se em Portugal durante todo o ano, sendo mais frequente no território a sul do Tejo e em certas zonas da Beira Baixa;
A alimentação é feita à base de insectos, vermes, batráquios (rãs) e pequenos répteis;
Reprodução: Nidifica em colónias, sendo os ninhos (formados por pequenos paus e ramos) construídos nas árvores, na proximidade de zonas húmidas ou alagadas. As posturas mais frequentes variam entre 3 e 4 ovos que são incubados pelo casal durante cerca de 23 dias;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Chasco-cinzento (Oenanthe oenanthe)



O Chasco-cinzento (Oenanthe oenanthe L.) é um animal pertencente à: Classe: Aves; Ordem: Passeriformes; Família: Muscicapidae; Género: Oenanthe; Espécie: Oenanthe oenanthe.
Habitat: A espécie distribui-se por toda a zona temperada do hemisfério norte, onde nidifica, mas migra para África durante o inverno. Em Portugal nidifica nas zonas altas do centro e norte do país, mas durante a migração para África, no Outono, o chasco-cinzento pode ser avistado no restante território, sobretudo em descampados;
Alimentação: O Chasco-cinzento é uma ave insectívora;
Reprodução: Nidifica em zonas rochosas abertas, fazendo o ninho em cavidades das rochas e em tocas de coelhos abandonadas;
Estatuto de conservação da espécie : "Pouco preocupante".
(As imagens forma colhidas junto ao Santuário do Cristo-Rei, em Almada)
(Para ampliar as imagens, clicar sobre elas)