quinta-feira, 30 de abril de 2009

A Toutinegra-de-cabeça-preta (Sylvia melanocephala) (Fêmea)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

Já por mais de uma vez se publicaram, no "Biólogo Amador", imagens do macho da ave da espécie Toutinegra-de-cabeça-preta, (Sylvia melanocephala Gmelin). Conseguir uma imagem da fêmea da mesma espécie é que não foi tarefa fácil, porque, ao contrário do macho, esconde-se entre os arbustos e as ervas. Mesmo sabendo-se onde está, não é fácil obter imagens em condições de publicação. Finalmente, ei-la !
(Local e data da captação da imagem: Parque da Paz - Almada; 22-04-2009)

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Ninho de Melro (Turdus merula)


[Ninho de casal da espécie Melro ou Melro-preto (Turdus merula L.) com ovos]

(Data da captação da imagem: 26-04-2009.) (Local a indicar em data posterior.)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

terça-feira, 28 de abril de 2009

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O voo das aves: Pato-real (Anas platyrhynchos)

[Macho de Pato-real (Anas platyrhynchos L.) em pleno voo]

(Local e data da obtenção da imagem: Parque da Paz- Almada; 24-04-2009)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

domingo, 26 de abril de 2009

Melra (Turdus merula) no ninho

[ Melra (Turdus merula L.) no ninho, chocando os ovos]

(Data da obtenção da imagem: 24-04-2009. Local sob sigilo, por ora, por razões óbvias)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

O pardal meu "vizinho"

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

O macho do casal de pardais (Passer domesticus L.) meu "vizinho" prepara-se para entrar no ninho, levando mantimentos para os filhotes que, reclamando, já por lá piam.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Chapim-azul (Parus caeruleus)

Chapim-azul (Parus caeruleus L. ou sin. Cyanistes caeruleus L.) em posição acrobática


(Local e data da captação da imagem: Parque da Paz -Almada; 20-04-2009)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

terça-feira, 21 de abril de 2009

Ninho de Toutinegra-de-cabeça-preta

Ninho de Toutinegra-de cabeça-preta (Sylvia melanocephala Gmelin) com três filhotes ainda implumes
(O local, por razões óbvias, fica, por ora, por revelar. Após a saída das crias do ninho, lançarei aqui o registo do local e data, para a hipótese de tal vir a interessar a algum ornitólogo que por aqui venha a passar).
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Toutinegra-de-cabeça-preta (Sylvia melanocephala)

Toutinegra-de-cabeça-preta (Sylvia melanocephala Gmelin) (macho) em 2ª edição, mas em nova perspectiva.

(Local e data da captação da imagem: Parque da Paz - Almada; 16-04-2009)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

domingo, 19 de abril de 2009

Novamente a dieta dos melros

(1)

(2)

aqui assinalámos que os melros têm boa boca. Confirma-se a afirmação com estas imagens. Um melro (foto 1) e uma melra (foto2) preparam-se para mais uma refeição. Nestes dois casos, as vítimas são minhocas. Estas que se cuidem.
Local e data da captação das imagens:Parque urbano de Almada; 15-04-2009 (Foto 1); Parque da Paz - Almada; 14-04-2009 (Foto2)
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

sábado, 18 de abril de 2009

Zebra-de-grevy (Equus grevyi)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)


A Zebra-de-grevy (Equus grevyi Oustalet) é dentre as três espécies de zebras, actualmente existentes, a de maior porte. Tem a seu habitat natural em regiões limitadas de dois países africanos (mais ampla Quénia e mais circunscrita na Etiópia). Reproduz-se, no entanto, em cativeiro, existindo populações sustentadas em jardins zoológicos.
Classificação: Classe: Mammalia; Ordem: Perissodactyla; Família: Equidae; Género: Equus;
Espécie: Equus grevyi.
Estatuto de conservação da espécie: "Em perigo"

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Melro juvenil (Turdus merula)

Melro ou Melro-preto (Turdus merula L.) com plumagem de juvenil

(Local e data da obtenção da imagem: Almada - parque urbano; 15-04-2009)
(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Gaio (Garrulus glandarius)


(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

O Gaio (Garrulus glandarius L.) é uma das mais belas aves residentes e nidificantes em Portugal, distribuindo-se, quase uniformemente, por todo o território do Continente, mostrando, no entanto, preferência por áreas arborizadas.
Classificação: Ordem: Passeriformes; Família: Corvidae; Género: Garrulus; Espécie: Garrulus glandarius
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"
(Local da captação da imagem: Parque da Paz - Almada)

terça-feira, 14 de abril de 2009

Caturra (Nymphicus hollandicus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A Caturra ou Calopsita (Nymphicus hollandicus Kerr) é uma ave originária da Austrália e que, em Portugal, só se encontra em cativeiro, reproduzindo-se, no entanto, mesmo nessa condição, com alguma facilidade.
Classificação: Ordem: Psitaciformes; Família: Cacatuidae; Género: Nymphicus; Espécie: Nymphicus hollandicus;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".

segunda-feira, 13 de abril de 2009

O Melro-preto tem boa boca ...

(1)
(2)

Legenda:
Foto 1: Um melro-preto (Turdus merula L.) (macho) prepara-se para deglutir um miriápode;
Foto 2: Uma fêmea da mesma espécie está em vias de fazer o mesmo em relação a um fruto de amargoseira (Melia azedarach L.)
(Local e data da captação das imagens: Foto 1: Parque urbano de Almada; 22-03-2009; Foto 2: Parque da Paz, em Almada; 03-04-2009)
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

domingo, 12 de abril de 2009

O estranho caso da melra malhada

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

Digo "estranho caso" porque não me lembro de ter visto uma ave da espécie Melro-preto (Turdus merula L.), com as manchas brancas que esta Melra apresenta. Será por se encontrar em época de reprodução ?

sábado, 11 de abril de 2009

Pardal-doméstico (Passer domesticus) (Macho)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

Para que a fêmea do "post" anterior (para o qual se remete, para efeitos de informação sobre a classificação e nome científicos da espécie, bem como sobre o estatuto de conservação) se não sinta só, aqui fica uma imagem de um macho de pardal doméstico.

Pardal-doméstico (Passer domesticus) (Fêmea)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
A pedido de várias famílias (Cristina incluída) aqui vai uma imagem de uma fêmea de Pardal- doméstico (Passer domesticus L.) também designado por Pardal-de-telhado e por Pardal-comum.É seguramente, uma das aves mais frequentemente avistáveis em Portugal. Tenho mesmo um casal de pardais meu vizinho que estabeleceu a sua moradia (ninho) no buraco existente na parede de um apartamento próximo daquele onde vivo.
Classificação: Ordem: Passeriformes; Família: Passeridae; Género: Passer; Espécie: Passer domesticus.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"

terça-feira, 7 de abril de 2009

Peneireiro (Falco tinnunculus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A imagem foi captada a uma boa distância e, por tal motivo, não é muito nítida. Consultado o Guia "Aves de Portugal e Europa" (edição do FAPAS, 1995) chego, no entanto, à conclusão de que a ave, fotografada a pairar no centro de Almada, é uma fêmea da espécie Peneireiro, (Falco tinnunculus L.) também designada por Peneireiro-vulgar, Peneireiro-comum e, na Madeira, por Francelho. É uma espécie que se distribui por grande parte da Europa e também por todo o território continental de Portugal e pela Madeira, embora de forma não homogénea. Trata-se de uma ave de rapina mais tolerante que as restantes à presença humana, chegando mesmo a nidificar em aglomerados urbanos.
Classificação: Ordem: Falconiformes; Família: Falconidae; Género: Falco; Espécie: Falco tinnunculus.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"
(Local e data da captação da imagem: Almada; 20-12-2008)

sábado, 4 de abril de 2009

Pintos de Pato-real (Anas platyrhynchos)


Pintos de Pato-real (Anas platyrhynchos). Uma nova geração vem, sem dúvida, a caminho, mas alguns pintos, de posturas deste ano, já se passeiam por aí.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Ostraceiro (Haematopus ostralegus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
Ostraceiro ou Ostraceiro-europeu (Haematopus ostralegus L.) em voo e com plumagem de inverno. É uma ave limícola que se encontra com alguma frequência em certas regiões da costa portuguesa. Não é considerada como ave nidificante em Portugal, embora se observem, no nossso país, alguns exemplares durante a Primavera e o Verão.
Classificação: Ordem: Charadriiformes; Família: Haematopodidae; Género: Haematopus; Espécie: Haematopus ostralegus.
(Local e data da captação da imagem: Lagoa de Santo André; 12-10-2008)

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Pilrito-comum (Calidris alpina)



(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

O Pilrito-comum (Calidris alpina, L. ) é uma ave que se encontra com frequência, como invernante, nas zonas húmidas costeiras de Portugal, mas não é tida como nidificante no nosso país.
Classificação: Ordem: Charadriiformes; Família: Scolopacidae; Género: Calidris; Espécie: Calidris alpina;
(Local e data da obtenção das imagens: Lagoa de Santo André; 12-10-2008)
(Nota: Por motivos já explicados noutro local, o "Biólogo Amador" esteve em remanso prolongado. Com esta publicação espera-se reiniciar um novo período de frequentes actualizações. Assim Zeus o queira.)