sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Bufo-real-da-estepe (Bubo bubo turcomanus)

(A ave)

(Pormenor da cabeça)

O Bufo-real-da-estepe (Bubo bubo turcomanus) pertence à: Classe: Aves; Ordem: Strigiformes; Família: Strigidae; Género: Bubo; Espécie: Bubo bubo, espécie de que esta ave é uma subespécie.
Habitat: Esta ave tem o seu habitat natural nas grandes estepes asiáticas;
Alimentação: É uma ave de rapina (nocturna) que se alimenta de todo o tipo de vertebrados, com excepção de peixes e outros animais aquáticos;
Reprodução: O ninho é construído em cavidades no solo da estepe, onde a fêmea põe entre 2 a 4 ovos que são incubados durante cerca de 36 dias;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante".
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Nandu (Rhea americana)

(Nandu macho)
(Nandu fêmea)

O Nandu (nome comum dado em Portugal a esta ave e que é conhecida no Brasil pela designação de Ema) com o nome científico de Rhea americana L., é uma ave corredora, pertencente à: Classe: Aves; Ordem: Struthioniformes; Família: Rheidae; Género: Rhea; Espécie: Rhea americana.
Habitat: O Nandu é originário da América do Sul, onde vive em estado selvagem, em planícies, savanas, florestas abertas e em zonas semi-desérticas;
Alimentação: É uma ave omnívora, alimentando-se, especialmente de ervas, folhas, raízes, sementes, insectos e pequenos vertebrados, sobretudo répteis;
Reprodução: O ninho é escavado no solo pelo macho e nele põem os ovos as várias fêmeas por ele fecundadas, podendo o ninho conter várias dezenas de ovos (até cerca de 80) que são exclusivamente incubados pelo macho durante cerca de seis semanas. Esta espécie é polígama e poliândrica, pois não só os machos podem fecundar várias fêmeas, como estas podem ser fecundadas por vários machos, pondo os ovos nos ninhos dos machos fecundantes.
Estatuto de conservação da espécie: "Quase ameaçada".
Nota: O macho distingue-se da fêmea, pelo facto de a sua plumagem apresentar uma banda escura na base do pescoço.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Marabu-africano (Leptoptilos crumeniferus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
Ave da espécie Marabu-africano (Leptoptilos crumeniferus Lesson) pertencente à: Classe: Aves; Ordem: Ciconiiformes; Família: Ciconiidae; Género: Leptoptilos; Espécie: Leptoptilos crumeniferus.
O Marabu-africano tem o seu habitat natural na África subsariana, podendo ser encontrado, quer em zonas húmidas ou secas, incluindo nas proximidades de habitações;
Alimentação: A espécie é carnívora, podendo alimentar-se de animais vivos e de carcaças de animais mortos, incluindo na sua dieta mamíferos, répteis, peixes, anfíbios, insectos e até ovos e crias de outras aves;
Reprodução: Nidifica em colónias, construindo o ninho em árvores, onde põe 2 ou 3 ovos;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante"

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Fuinha-dos-juncos (Cisticola juncidis)




(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

A Fuinha-dos-juncos (Cisticola juncidis) é uma pequena ave insectívora que pode ser frequentemente avistada no território português, mesmo em zonas habitadas. Prefere, no entanto, zonas de baixa altitude, sendo, por isso, mais fácil de encontrar no litoral do que nas zonas montanhosas das Beiras e de Trás-os-Montes.
(As imagens foram obtidas no Parque da Paz, em Almada).

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Cão (canis lupus familiaris) - Raça "Dogue alemão"

Exemplar de Cão (Canis lupus familiaris L.) da raça "Dogue alemão" ou "Dogue dinamarquês". "Grand Danois" é também uma das designações mais generalizadas relativamente a esta raça canina que é uma das maiores existentes. Os animais desta raça, ainda que muitos corpulentos, são muito dóceis e dedicados aos donos, como é o caso do "Cuma" (o animal das imagens). Todavia, em situações de perigo, são animais corajosos.
Mais informação: aqui.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Elande ( Taurotragus oryx)




O Elande (Taurotragus oryx Pallas) é o maior antílope africano e pertence à: Classe: Mammalia; Ordem: Artiodactyla; Família: Bovidae; Sub-Família: Bovinae; Género: Taurotragus; Espécie:Taurotragus oryx.
Habitat: No estado selvagem, esta espécie distribui-se pelos matos, planícies e bosques abertos do Sul de África. Há já, no entanto, populações domesticadas, noutras regiões.
Alimentação: Animal herbívoro, alimenta-se de folhas, raízes, tubérculos e ervas, preferencialmente durante a noite.
Reprodução: A fecundação das fêmeas é levada a efeito pelo macho dominante do grupo de que fazem parte as fêmeas e as crias. O período de gestação dura cerca de 270 dias, findo o qual, a fêmea pare uma só cria.
Estatuto de conservação da espécie: No estado selvagem a espécie é "Dependente de conservação".
(Para ampliar as imagens, clicar sobre elas)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Gaivota-de-asa-escura (Larus fuscus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A Gaivota-de asa-escura (Larus fuscus L.) [de que a imagem nos mostra um bando, incluindo indivíduos adultos (cabeça e peito brancos) e outros imaturos] pertence à: Classe: Aves; Ordem: Charadriiformes; Família: Laridae; Género: Larus; Espécie: Larus fuscus.
Habitat: Esta espécie habita nas costas europeias do Atlântico, incluindo Portugal, onde é possível encontrá-la durante todo o ano, embora seja mais abundante durante o período de invernia. Durante esse período é possível ver centenas de indivíduos desta espécie nos estuários, nas praias e portos da costa portuguesa.
Alimentação: A espécie é omnívora.
Reprodução: Esta gaivota nidifica em colónias. O ninho, de estrutura muito simples, é construído no chão ou em arribas. Cada postura não vai além de 3 ovos.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante", segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza.
(Imagem captada na praia de S. Torpes - Sines)

domingo, 16 de novembro de 2008

Cartaxo-comum (Saxicola torquatus)


O Cartaxo-comum (Saxicola torquatus L.) pertence à: Classe: Aves; Ordem: Passeriformes; Família: Muscicapidae; Subfamília: Turdinae; Género: Saxicola; Espécie: Saxicola torquatus.
Habitat: Esta ave distribui-se, designadamente, pelo sul da Europa e pelo norte de África, sendo bastante abundante em Portugal, particularmente nas regiões do interior do país (Alentejo e Beiras) preferindo os campos e bosques abertos, zonas de montado e sapais;
Alimentação: A ave é insectívora.
(A fotografia foi obtida nas margens da lagoa de S.to André)

sábado, 15 de novembro de 2008

Pernilongo - Himantopus himantopus

(Pernilongo macho)
(Em voo)

(Macho e fêmea)

O Pernilongo (Himantopus himantopus L.) é uma ave limícola que pode ser observada todo o ano no sul de Portugal, e na Primavera e no Verão, no resto do país. Pertence à: Classe: Aves; Ordem: Ciconiiformes; Família: Recurvirostridae; Género: Himantopus.
Habitat: Esta ave vive na proximidade de planos de água pouco profundos, tal como lagoas costeiras, salinas, arrozais e outros terrenos com água doce ou salobra;
Alimentação: Esta espécie alimenta-se sobretudo de invertebrados aquáticos (incluindo insectos, larvas, bivalves, crustáceos e vermes) mas também de pequenos vertebrados (designadamente, girinos e peixes);
Reprodução: Nidifica no solo, sendo o ninho uma simples cova escavada em local rodeado de água, ou nas proximidades duma zona de água. Cada postura não vai além de 4 ovos e o período de incubação anda à volta dos 25 dias. As crias são nidífugas .
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante", segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza.
(Imagens captadas na lagoa de S.to André)

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Papa-moscas-preto (Ficedula hypoleuca)


O Papa-moscas-preto (Ficedula hypoleuca Pallas) é uma ave migradora, sendo facilmente avistável em Portugal, mas apenas durante um período curto (fim do Verão e primeiros meses do Outono). Pertence à: Classe: Aves; Ordem: Passeriformes; Família: Muscicapidae; Género: Ficedula; Espécie: Ficedula hypoleuca.
Imagens captadas perto de Santiago do Cacém.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

Aves de rapina: Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)


A Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo L.) é uma das aves de rapina mais abundantes em Portugal, sendo também conhecida pela designação vulgar de Bútio. Pertence à Classe: Aves; Ordem: Falconiformes; Família: Accipitridae; Subfamília: Buteoninae; Género: Buteo; Espécie:
Buteo buteo.
Habitat: Esta espécie é originária do Velho Mundo e encontra-se subdividida em várias subespécies. A subespécie Buteo buteo buteo é a que tem maior difusão em quase toda a Europa, incluindo Portugal. Habita em zonas de floresta, mas caça em terrenos abertos.
Alimentação: A sua alimentação é à base de pequenos mamíferos e repteis, mas não hesita em servir-se também de carcaças de animais mortos.
Reprodução: O ninho composto de pequenos ramos é construído nas árvores ou em saliências rochosas. Cada postura varia entre 3 a 4 ovos e o período de incubação anda à volta dos 40 dias, permanecendo as crias no ninho durante um período com duração semelhante.
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante", segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza.
(Ampliar as imagens, clicando sobre elas)

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Avestruz (Struthio camelus)

(Pormenor do pescoço e da cabeça da avestruz)

Alguma informação sobre esta ave corredora pode ser encontrada no blogue, aqui. Embora exista dimorfismo nesta espécie, ao nível do pescoço e da cabeça, não há diferença, pelo menos aos olhos de um leigo, como é o caso.

domingo, 9 de novembro de 2008

Bico-de-lacre-comum (Estrilda astrild)

(1)

(2)

(3)
O Bico-de-lacre-comum (Estrilda astrild L.) também conhecido pelo nome de Bico-de-lacre-de-santa-helena pertence à: Classe: Aves; Ordem: Passeriformes; Família: Passeridae; Género : Estrilda; espécie : Estrilda astrild.
Esta pequena ave, originária da África subsariana, foi introduzida em Portugal nos anos 70 do século passado e com grande sucesso, existindo já em Portugal uma numerosa população.

Habitat: Esta ave adapta-se com facilidade a diversos ambientes, incluindo ambientes próximos das habitações, suportando mesmo a situação de cativeiro. Em liberdade é frequentemente avistada em bandos (como de algum modo, as fotos 1 e 3, supra, documentam);
Alimentação: A espécie é granívora, alimentando-se de sementes, embora possa também comer insectos uma vez por outra;
Reprodução: Cada postura vai de 3 a 5 ovos e a incubação dura entre 11 a 13 dias. Após a eclosão dos ovos, os filhotes permanecem no ninho durante cerca de 3 semanas;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante", segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza.
As imagens foram colhidas na Lagoa de Santo André (Santiago do Cacém)
(Ampliar as imagens, clicando sobre elas)

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Borrelho-pequeno-de-coleira (Charadrius dubius)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
O Borrelho-pequeno-de-coleira (Charadrius dubius Scopoli ) é uma ave limícola pertencente à Ordem dos Charadriiformes; Família dos Charadriidae; e Género dos Charadrius.
É uma ave migradora estando presente em Portugal de Março a Setembro, invernando em África.
Alimenta-se de insectos e vermes.
Estatudo de Conservação da espécie: "Pouco preocupante".
A imagem foi obtida na praia de S. Torpes (Sines)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Cobo-de-leche (Kobus leche)

(1)

(2)


Macho (foto 1) e grupo de fêmeas (foto2) da espécie Cobo-de-leche (Kobus leche Gray) fotografados no Badoca Safari Park. Pertence esta espécie à Classe: Mammalia; Ordem: Artiodactyla; Família: Bovidae; Género: Kobus.
Este antílope tem o seu habitat natural em planícies alagadas e pantanosas do Sul de África, e muito particularmente no Delta do Okavango;
Alimenta-se de plantas, incluindo plantas aquáticas, raízes e rebentos;
Reprodução: O período de gestação nesta espécie anda à volta dos oito meses, dando cada gestação origem a uma só cria;
Estatuto de Conservação da espécie: "Dependente de Conservação", segundo a União para a Conservação da Natureza.
(Para ampliar as imagens, clicar sobre elas)

domingo, 2 de novembro de 2008

Flamingo-comum (Phoenicopterus roseus)




Fuga em quatro tempos do Flamingo-comum (Phoenicopterus roseus Pallas. Tal como o Flamingo-pequeno (Phoenicopterus minor Geoffroy Saint-Hilaire) já aqui retratado e do qual se distingue por ser de maior porte e pelo bico que é róseo, com a ponta escura (ao contrário do flamingo-pequeno que tem todo o bico escuro e quase preto), pertence à Classe: Aves; Ordem: Phoenicopteriformes; Família: Phoenicopteridae; Género: Phoenicopterus.
Habitat: O Flamingo-comum tem o seu habitat natural em partes do continente africano, no Sudoeste e Sudeste da Ásia e no Sul da Europa (incluindo Espanha, Sardenha, Grécia, França, Chipre e Portugal, sendo que em Portugal não nidifica) vivendo em zonas aquáticas pouco profundas;
Reprodução: Estas aves nidificam em colónias, em águas pouco profundas, onde constroem ninhos de lama. Um único ovo é ali depositado e incubado. Período de incubação: 30 dias;
Estatuto de conservação da espécie: "Pouco preocupante", segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza.
As fotos foram colhidas na Lagoa de Santo André.
(Ampliar as imagens, clicando sobre elas)